Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

🚀 Oferecendo Serviços Remotos de Desenvolvedor AdvPL e Mais 🖥️

🚀 Oferecendo Serviços Remotos de Desenvolvedor AdvPL e Mais 🖥️ Olá pessoal, Espero que este post encontre todos vocês bem! É com grande entusiasmo que compartilho que estou expandindo meus serviços como Desenvolvedor AdvPL para novos desafios e colaborações. Com mais de duas décadas de experiência sólida, minha jornada profissional tem sido enriquecedora, com a oportunidade de participar de projetos empolgantes ao longo dos anos. Agora, estou ansioso para trazer minha experiência e habilidades para novas equipes e projetos, trabalhando de forma remota. Minha expertise abrange não apenas AdvPL, mas também outras tecnologias-chave, incluindo JS, SQL, Infraestrutura e Otimização de Processos. Acredito que essa combinação de conhecimentos me permite oferecer soluções abrangentes e eficazes para uma variedade de necessidades de desenvolvimento. Acredito que a tecnologia tem o poder de transformar negócios e impulsionar o sucesso, e estou comprometido em ajudar meus clientes a alcançar seu

Protheus :: Ponto de Entrada U_F050ALT()

A proposta do "Ponto de Entrada" U_F050ALT(), pela sua descrição, "ser executado após a confirmação da alteração", não é de fato verdadeira. Ele sempre será executado independente de ter ocorrido alteração ou não na função FA050Alter() do programa  FINA050. Isso pode gerar a ocorrência de efeitos colaterais, principalmente se, para a execução do Ponto de" Entrada" " U_F050ALT, a condição seja que alguma informação tenha sido alterada no SE2.

A questão é que a pessoa que implementou a chamada ao "Ponto de Entrada" U_F050ALT não verifica, de fato, se ocorreu alguma alteração, e muito menos o retorno da axAltera.

Para resolver esse problema, tive que abrir mão do uso de um outro "Ponto de Entrada" o FA050UPD (que pode ser executado para a "pré-validação" da Alteração e é chamado antes da axAltera).

Nesse "Ponto de Entrada" vamos ter que salvar em memória o conteúdo do registro a ser alterado e comparar, quando da execução do F050ALT, se de fato alguma alteração foi efetuada.

A implementação ficaria da seguinte forma:

  1. No "Ponto de Entrada" FA050UPD criar uma variável de escopo PUBLIC que conterá um Array com os valores de todos os campos do SE2;
  2. No "Ponto de Entrada" F050ALT recarregar esses valores e comparar com o Array armazenado anteriormente, e, se eles forem iguais, não ocorreu alteração, então não faz nada.
Em Termos de código teríamos algo como:

Programa U_FA050UPD.PRX ("Ponto de Entrada": FA050UPD)

#INCLUDE "PROTHEUS.CH"
/*/
 Funcao:  U_FA050UPD()
 Descricao: Ponto de Entrada da Rotina FINA050 (Chamado Antes da AxAltera)
    Sera utilizado para Armazenar o conteudo Anterior do SE2 para comparacao no Ponto De Entrada F050ALT
    para saber se alguma alteracao, de fato, aconteceu.
    
/*/
User Function FA050UPD()

 Local lFA050UPD  := .T.
 
 PUBLIC __FA050UPD := {}
 
 BEGIN SEQUENCE
    
  __FA050UPD := StaticCall( U_FA050UPD , RegToArray , "SE2" , SE2->( Recno() ) )

 END SEQUENCE

Return( lFA050UPD )

/*/
 Funcao:  RegToArray
 Autor:  Marinaldo de Jesus 
 Data:  17/09/2010
 Descricao: Carregar Valores de um Determinado Registro em Memoria
 Sintaxe: 
/*/
Static Function RegToArray( cAlias , nRecno )

 Local aValues  := {}
 Local adbStruct
 
 Local nField
 Local nFields

 DEFAULT cAlias := Alias()
 DEFAULT nRecno := (cAlias)->( Recno() )

 adbStruct  := (cAlias)->( dbStruct() )

 (cAlias)->( MsGoto( nRecno ) )
 
 nFields := Len( adbStruct )
 aValues := Array( nFields )

 For nField := 1 To nFields
  aValues[ nField ] := (cAlias)->( FieldGet( nField ) )
 Next nField

Return( aValues  )
Programa U_F050ALT.PRX ("Ponto de Entrada": F050ALT)


#INCLUDE "PROTHEUS.CH"
/*/
 Funcao:  U_F050ALT()
 Descricao: Ponto de Entrada da Rotina FINA050
    Se ocorrer alteração no Titulo o Processo de Aprovacao devera ser reiniciado
/*/
User Function F050ALT()

 Local aF050Alt

 BEGIN SEQUENCE

  nSE2Recno  := SE2->( Recno() )

  IF ( Type( "__FA050UPD" ) == "A" )
   aF050Alt := StaticCall( U_FA050UPD , RegToArray , "SE2" , nSE2Recno )
   IF ( ArrayCompare( @__FA050UPD , @aF050Alt ) )
    BREAK
   EndIF
   __FA050UPD := aF050Alt
  EndIF

 END SEQUENCE

Return( NIL )

Ou seja, temos que fazer mágica para contornar um problema que seria muito simples de se resolver se quem implementou o "Ponto de Entrada" F050ALT o tivesse feito da maneira a que se propôs.

[]s
иαldσ dj

Comentários

  1. Boa dica Marinaldo... Realmente isso ocorre de fato mesmo....

    Gostaria de saber o porquê "dos comandos Begin Seguence e End Sequence ???"

    Abraços,

    Fernando

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

BlackTDN :: RLeg ~ Desvendando a Função ParamBox

Para quem precisar desenvolver uma interface de entrada de dados, coisa rápida, e não quer ter aquele trabalhão danado que todos já sabemos, o Protheus tem uma função que ajuda muito, é uma interface semelhante a função Pergunte, porém com muito mais opção de objeto de entrada de dados, alias até colocar o scrollbox desta interface com todos os objetos em outra MsDialog ou Wizard é simples. Vejam o exemplo abaixo, boa sorte! Rleg. //---------------------------------------------------------- // Função exemplo utilizando a função ParamBox() //---------------------------------------------------------- User Function xParamBox() Local aRet := {} Local aParamBox := {} Local aCombo := {"Janeiro","Fevereiro","Março","Abril","Maio","Junho","Julho","Agosto","Setembro","Outubro","Novembro","Dezembro"} Local i := 0 Private cCadastro := "xParambox" // ---------------

BlackTDN :: Customizando a interface de Login no Protheus e by You

A publicação “ BlackTDN :: By You e sua nova tela de login ”  de nosso amigo OBona deu o que falar e, em função disso, esse que a muito não vos escreve resolveu criar uma versão onde será possível personalizar, “por completo”, a tela de login no Protheus/by You. Considerando que OBona já havia “mapeado, identificado e customizado” as imagens peguei-as emprestadas para o exemplo que se segue: O primeiro passo para a customização “total” da interface de login do Protheus/by You será implementar o “Ponto de Entrada” ChgPrDir (Diretório de impressão) . Usaremos esse PE juntamente como programa U_FindMsObject.prg (apresentado pela primeira vez em: Protheus :: ADVPL : The Container : Presents Pandora's box ). Diferente do exemplo proposto por OBona, que substitui, durante o processo de compilação, as imagens padrões do sistema (excluindo-as) por imagens customizadas (com o mesmo nome) este novo exemplo mantém, no RPO, as imagens padrões adicionando novas imagens customizadas que serã

Protheus :: Chamando Funções do Menu Diretamente e sem a Necessidade de Login

Ferne$ perguntou: "...é possível abrir alguma rotina do sistema sem solicitar login ao usuário, como por exemplo a rotina MATA010..." Sim Ferne$, é possível sim. Abaixo um Exemplo para a Chamada à função MATA010 sem a necessidade de Login no sistema. #INCLUDE "PROTHEUS.CH" #INCLUDE "TBICONN.CH" /*/ Funcao: MATA010Ex Data: 30/04/2011 Autor: Marinaldo de Jesus Descricao: Executar a Funcao MATA010 diretamente sem a necessidade de LOGIN no Protheus Sintaxe: 1 ) U_MATA010Ex ( Chamada diretamente na Tela de Entrada do Sistema ) ; ou 2 ) totvsclient.exe -q -p=u_MATA010Ex -a=01;01 -c=rnp_local -e=rnp -m -l ( Chamada Via Linha de Comando ) /*/ User Function MATA010Ex( cEmpFil ) Local aEmpFil Local bWindowInit := { || __Execute( "MATA010()" , "xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx" , "MATA010" , "SIGAFAT" , "SIGAFAT", 1 , .T. ) } Local cEmp Local cFil Local cMod Local cModName := "SIGAFAT" DEFA