Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

🚀 Oferecendo Serviços Remotos de Desenvolvedor AdvPL e Mais 🖥️

🚀 Oferecendo Serviços Remotos de Desenvolvedor AdvPL e Mais 🖥️ Olá pessoal, Espero que este post encontre todos vocês bem! É com grande entusiasmo que compartilho que estou expandindo meus serviços como Desenvolvedor AdvPL para novos desafios e colaborações. Com mais de duas décadas de experiência sólida, minha jornada profissional tem sido enriquecedora, com a oportunidade de participar de projetos empolgantes ao longo dos anos. Agora, estou ansioso para trazer minha experiência e habilidades para novas equipes e projetos, trabalhando de forma remota. Minha expertise abrange não apenas AdvPL, mas também outras tecnologias-chave, incluindo JS, SQL, Infraestrutura e Otimização de Processos. Acredito que essa combinação de conhecimentos me permite oferecer soluções abrangentes e eficazes para uma variedade de necessidades de desenvolvimento. Acredito que a tecnologia tem o poder de transformar negócios e impulsionar o sucesso, e estou comprometido em ajudar meus clientes a alcançar seu

BlackTDN :: Tips & Tricks ~ ADVPL : Embedded SQL - Facilitador de queries

Segundo o TDN “Embedded SQL - Facilitador de queries” tem por objetivo “facilitar a escrita e leitura de queries” e, de fato, a leitura de um código em Embeddes SQL é muito melhor do que a concatenação de strings. Observe um exemplo simples para o MSSQL:

Query String
   1: #include "protheus.ch"
   2: #include "tbiconn.ch"
   3: #include "topconn.ch"
   4:  
   5: #xtranslate USER PROCEDURE <p> => PROCEDURE U_<p>
   6:  
   7: USER PROCEDURE NotSqlEmb()
   8:  
   9:     Local cQuery
  10:  
  11:     Local cCRLF        := CRLF
  12:     Local cAlias
  13:  
  14:     RpcSetType(3)
  15:     PREPARE ENVIRONMENT EMPRESA "01" FILIAL "01"
  16:         
  17:         cAlias        := GetNextAlias()
  18:  
  19:         cQuery        := "SELECT" + cCRLF
  20:         cQuery        += "    TOP 10 SA1.*" + cCRLF
  21:         cQuery        += "FROM
  22:         cQuery        += "    " + RetSqlName("SA1") + " SA1 " + cCRLF
  23:         cQuery        += "WHERE" + cCRLF
  24:         cQuery        += "    SA1.D_E_L_E_T_ = ' '" + cCRLF
  25:  
  26:         TCQUERY ( cQuery ) ALIAS ( cAlias ) NEW
  27:  
  28:         (cAlias)->( dbCloseArea() )
  29:  
  30:     RESET ENVIRONMENT
  31:  
  32: Return( NIL )






Embedded SQL


   1: #include "protheus.ch"
   2: #include "tbiconn.ch"
   3:  
   4: #xtranslate USER PROCEDURE <p> => PROCEDURE U_<p>
   5:  
   6: USER PROCEDURE SqlEmb()
   7:  
   8:     Local cAlias
   9:  
  10:     RpcSetType(3)
  11:     PREPARE ENVIRONMENT EMPRESA "01" FILIAL "01"
  12:  
  13:         cAlias    := GetNextAlias()
  14:  
  15:         BEGINSQL ALIAS cAlias
  16:             %noParser%
  17:             SELECT
  18:                 TOP 10 SA1.*
  19:             FROM
  20:                 %table:SA1% SA1
  21:             WHERE
  22:                 SA1.%notDel%
  23:         ENDSQL
  24:  
  25:         (cAlias)->( dbCloseArea() )
  26:  
  27:     RESET ENVIRONMENT
  28:  
  29: Return



Mas nem tudo são “flores” e Embedded SQL, às vezes, dificulta ao invés de facilitar.


Um dos problemas conhecidos com Embedded SQL é o processo de depuração do código. Não conseguimos obter a “Query” antes de sua execução. Ao contrário da “Query String”: que nos permite obter o conteúdo integral da “Query” antes de sua execução. Permitindo-nos testá-la. Os exemplos abaixo, onde forçamos o erro, demonstram claramente isso:







Query String : Depuração


   1: #include "protheus.ch"
   2: #include "tbiconn.ch"
   3: #include "topconn.ch"
   4:  
   5: #xtranslate USER PROCEDURE <p> => PROCEDURE U_<p>
   6:  
   7: USER PROCEDURE NotSqlEmb()
   8:  
   9:     Local cQuery
  10:  
  11:     Local cCRLF        := CRLF
  12:     Local cAlias
  13:  
  14:     RpcSetType(3)
  15:     PREPARE ENVIRONMENT EMPRESA "01" FILIAL "01"
  16:         
  17:         cAlias        := GetNextAlias()
  18:  
  19:         cQuery        := "SELECT" + cCRLF
  20:         cQuery        += "    TOP 10 A1.*" + cCRLF
  21:         cQuery        += "FROM
  22:         cQuery        += "    " + RetSqlName("SA1") + " SA1 " + cCRLF
  23:         cQuery        += "WHERE" + cCRLF
  24:         cQuery        += "    SA1.D_E_L_E_T_ = ' '" + cCRLF
  25:  
  26:         TCQUERY ( cQuery ) ALIAS ( cAlias ) NEW
  27:  
  28:         (cAlias)->( dbCloseArea() )
  29:  
  30:     RESET ENVIRONMENT
  31:  
  32: Return( NIL )

A linha 20 contém um erro e, durante o processo de depuração basta inserirmos um “Break Point” na linha 26 para obtermos o conteúdo integral da “Query”.








BlackTDN : Depuração Query StringPara depurar e obter a “Query String” antes de sua execução basta inserir um “Break Point” na  linha executável imediatamente posterior à finalização da montagem: No exemplo na linha 26 onde a “Query” seria executada.


Obteremos o conteúdo da variável cQuery arrastando-a para a aba“Comandos” ou, simplesmente, digitando-a.


BlackTDN  :: Depuração Query String : Comandos Agora basta copiar o conteúdo da query e depurá-lo usando o “Query Analizer” de sua preferência.

BlackTDN  :: Depuração Query String : ComandosPoderemos, opcionalmente, forçar a execução da “Query” usando a TCSqlExec(cQuery) e obter o erro a partir da TCSqlError().
 







Já para Embedded SQL isso não é possível. Uma vez que, logo após a montagem da “Query String” ENDSQL “força” a sua  execução gerando uma exceção e finalizando o processo.






BlackTDN : Depuração Embedded SQL Tentativa de Depuração em código Embedded SQL.

BlackTDN : Depuração Embedded SQL : Inspetor de ExceçãoQuando da ocorrência do erro a comunicação é encerrada.  



Para solucionar esse problema podemos usar o “Tratamento de Exceção” (que não resolve o fato da “Query String” sempre ser executada) mas nos permite obter o seu conteúdo logo após a execução.






powershell Momento PowerShell: Uma coisa interessante no PowerShell é a cláusa WhatIf que nos permite testar a sintaxe de um comando.






# PowerShell -WhatIf safety parameter
Clear-Host
Get-Childitem C:\SomeFile\*.txt -recurse | remove-Item –whatIf



Embedded SQL deveria ter algo parecido “NoExecute?”.


Seria interessante não só para facilitar a depuração mas para personalizar a escrita. Vamos imaginar que utilizaremos o retorno da consulta para criar uma tabela temporária e, sobre essa tabela totalizar valores usando uma outra consulta. Usando Embedded SQL isso não é possível uma vez que a “Query” sempre será executada e teremos que executa-la novamente, e novamente … Um desperdício.


[]s
иαldσ dj

Comentários

  1. Fala Dj Naldo! Parabéns pelo blog! Sempre com conteúdo muito interessante.
    Sobre a depuração de Embedded SQL, pode-se colocar um ponto de parada logo após a instrução EndSql e utilizar a função GetLastQuery()

    Ela retorna um array com a estrutura:
    [1] cAlias - Alias usado para abrir o Cursor.
    [2] cQuery - Query executada.
    [3] aCampos - Array de campos com critério de conversão especificados.
    [4] lNoParser - Caso .T., não foi utilizada ChangeQuery() na String original.
    [5] nTimeSpend - Tempo, em segundos, utilizado para a abertura do Cursor.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Rafael, boa noite.

    Desculpe falar, mas sua ideia só funciona se não houver erro na SQL. Fiz aqui de todo jeito, e a única forma foi usando a string mesmo. O sistema dá erro na linha endsql, o que impossibilita o retorno das variáveis pois a instrução não foi finalizada ainda.

    ResponderExcluir
  3. Naldo, gostaria de saber como eu posso implementar meu proprio embedded SQL parassando a query para uma classe que tenho que gera os dados da consulta em um objeto.

    Gostaria de saber como eu posso obter o codigo que ficaria entre o beginSQLTESTE ate o EndSQLTeste e executar ao fim e retornar o objeto com os dados que eu quero resultar!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

BlackTDN :: RLeg ~ Desvendando a Função ParamBox

Para quem precisar desenvolver uma interface de entrada de dados, coisa rápida, e não quer ter aquele trabalhão danado que todos já sabemos, o Protheus tem uma função que ajuda muito, é uma interface semelhante a função Pergunte, porém com muito mais opção de objeto de entrada de dados, alias até colocar o scrollbox desta interface com todos os objetos em outra MsDialog ou Wizard é simples. Vejam o exemplo abaixo, boa sorte! Rleg. //---------------------------------------------------------- // Função exemplo utilizando a função ParamBox() //---------------------------------------------------------- User Function xParamBox() Local aRet := {} Local aParamBox := {} Local aCombo := {"Janeiro","Fevereiro","Março","Abril","Maio","Junho","Julho","Agosto","Setembro","Outubro","Novembro","Dezembro"} Local i := 0 Private cCadastro := "xParambox" // ---------------

BlackTDN :: Customizando a interface de Login no Protheus e by You

A publicação “ BlackTDN :: By You e sua nova tela de login ”  de nosso amigo OBona deu o que falar e, em função disso, esse que a muito não vos escreve resolveu criar uma versão onde será possível personalizar, “por completo”, a tela de login no Protheus/by You. Considerando que OBona já havia “mapeado, identificado e customizado” as imagens peguei-as emprestadas para o exemplo que se segue: O primeiro passo para a customização “total” da interface de login do Protheus/by You será implementar o “Ponto de Entrada” ChgPrDir (Diretório de impressão) . Usaremos esse PE juntamente como programa U_FindMsObject.prg (apresentado pela primeira vez em: Protheus :: ADVPL : The Container : Presents Pandora's box ). Diferente do exemplo proposto por OBona, que substitui, durante o processo de compilação, as imagens padrões do sistema (excluindo-as) por imagens customizadas (com o mesmo nome) este novo exemplo mantém, no RPO, as imagens padrões adicionando novas imagens customizadas que serã

Protheus :: Chamando Funções do Menu Diretamente e sem a Necessidade de Login

Ferne$ perguntou: "...é possível abrir alguma rotina do sistema sem solicitar login ao usuário, como por exemplo a rotina MATA010..." Sim Ferne$, é possível sim. Abaixo um Exemplo para a Chamada à função MATA010 sem a necessidade de Login no sistema. #INCLUDE "PROTHEUS.CH" #INCLUDE "TBICONN.CH" /*/ Funcao: MATA010Ex Data: 30/04/2011 Autor: Marinaldo de Jesus Descricao: Executar a Funcao MATA010 diretamente sem a necessidade de LOGIN no Protheus Sintaxe: 1 ) U_MATA010Ex ( Chamada diretamente na Tela de Entrada do Sistema ) ; ou 2 ) totvsclient.exe -q -p=u_MATA010Ex -a=01;01 -c=rnp_local -e=rnp -m -l ( Chamada Via Linha de Comando ) /*/ User Function MATA010Ex( cEmpFil ) Local aEmpFil Local bWindowInit := { || __Execute( "MATA010()" , "xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx" , "MATA010" , "SIGAFAT" , "SIGAFAT", 1 , .T. ) } Local cEmp Local cFil Local cMod Local cModName := "SIGAFAT" DEFA