BlackTDN Search

domingo, 20 de maio de 2012

BlackTDN :: ADVPL ~ Class TFTPClient : Combo III (O Destrinchar Parte 1)

destrinchando

… Continuação: BlackTDN :: ADVPL ~ Class TFTPClient : Combo II (Configurando o Servidor FTP)

Iniciamos, agora, o “Destrinchar” do exemplo proposto na série.

Comentaremos as partes mais significativas do programa deixando, para o leitor, a responsabilidade por desvendar as partes mais triviais.

Nos ateremos às funções; comandos; diretivas e macros do compilador; e aos métodos e propriedades da Classe TFTPClient.

A idéia base do exemplo é: Demonstrar que usando diretamente a Classe TFTPClient, em detrimento das funções FTP* teremos, através da análise do retorno do método GetLastResponse(), acesso a recursos de depuração que nos auxiliarão na resolução de possíveis problemas; além da possibilidade de usar diretamente os “sub-comandos” FTP para requisições ao invés dos métodos e/ou funções pré-definidos. Obviamente que é altamente recomendável a utilização desses dois últimos ao uso dos “sub-comandos” FTP. Mas é interessante saber de sua existência e a forma de uso uma vez que, dependendo dos recursos e “sub-comandos” existentes no servidor FTP, poderemos precisar executar alguma ação não implementada na Classe e/ou Funções.

include protheus.chPara a “Macro do Compilador” CRLF. CRLF é definida no arquivo de cabeçalho protheus.ch como: #define CRLF Chr(13)+Chr(10). Chamaremos CRLF de “Macro do Compilador” ao invés de “Constante Simbólica” pelo simples fato de Chr(13)+Chr(10) não serem constantes mas sim chamadas de função. O pré-processador do protheus substituirá, a cada ocorrência, CRLF por Chr(13)+Chr(10) que serão avaliadas no momento da execução. A “Macro do Compilador” CRLF poderia ser definida de várias formas a exemplo:

#define CRLF() (Chr(13)+Chr(10))

ou

#define PT_EOL() (Chr(13)+Chr(10))

Nos exemplos acima parametrizada como chamada a uma função. Vale lembrar que #define é sensível a letras maiúsculas e minúsculas. Se o pré-processador encontrar CrLf() ou PT_Eol() ele não fará a substituição e um erro, em tempo de execução, será disparado. Para evitar isso poderemos redefinir as “Macros do Compilador” usando as diretivas #translate ou #xtranslate.

#translate CRLF() => (Chr(13)+Chr(10))

ou

#xtranslate PT_EOL() => (Chr(13)+Chr(10))

e chamá-las como:

Local cCRLF := CRLF()

Local cPTEOL := PT_EOL()

ou

Local cCRLF := CrLf()

Local cPTEOL := pt_EOL()

que o pré-processador traduzirá, corretamente, para:

Local cCRLF := (Chr(13)+Chr(10))

Local cPTEOL := (Chr(13)+Chr(10))

ou

Local cCRLF := (Chr(13)+Chr(10))

Local cPTEOL := (Chr(13)+Chr(10))

include directry.ch Para as “Constantes Simbólicas” que definem os índices para os elementos do Array retornado pela função Directory().  Observe a definição das constantes em directry.ch:

// Subscripts for DIRECTORY() array
#define F_NAME 1
#define F_SIZE 2
#define F_DATE 3
#define F_TIME 4
#define F_ATTR 5
// Length of array
F_ATTR F_LEN 5

Elas facilitam a leitura do programa. Atente-se aos fragmentos de código abaixo.

include directry.ch : Exemplo

include directry.ch : Exemplo

 

… continua

[]s
иαldσ dj

4 comentários:

  1. Naldo, sabe como subir o serviço de ftp no Protheus em modo passivo, ou alguma outra maneira? estou tendo dificuldades de transferência de arquivos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Segundo o TDN: "A implementação atual do servidor de FTP não implementa o comando PASV (modo passivo)." (http://tdn.totvs.com.br/pages/viewpage.action?pageId=6064789)

      Que redundância "A implementação não implementa" (rs)

      Excluir
    2. Já tentou com FileZilla ( https://filezilla-project.org/)?

      Excluir
    3. Porque: "A implementação não implementa a implementabilidade que deveria ser implementada" (kk)

      Excluir