Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

🚀 Oferecendo Serviços Remotos de Desenvolvedor AdvPL e Mais 🖥️

🚀 Oferecendo Serviços Remotos de Desenvolvedor AdvPL e Mais 🖥️ Olá pessoal, Espero que este post encontre todos vocês bem! É com grande entusiasmo que compartilho que estou expandindo meus serviços como Desenvolvedor AdvPL para novos desafios e colaborações. Com mais de duas décadas de experiência sólida, minha jornada profissional tem sido enriquecedora, com a oportunidade de participar de projetos empolgantes ao longo dos anos. Agora, estou ansioso para trazer minha experiência e habilidades para novas equipes e projetos, trabalhando de forma remota. Minha expertise abrange não apenas AdvPL, mas também outras tecnologias-chave, incluindo JS, SQL, Infraestrutura e Otimização de Processos. Acredito que essa combinação de conhecimentos me permite oferecer soluções abrangentes e eficazes para uma variedade de necessidades de desenvolvimento. Acredito que a tecnologia tem o poder de transformar negócios e impulsionar o sucesso, e estou comprometido em ajudar meus clientes a alcançar seu

Protheus :: Junction :: Estendendo o RootPath a partir de diretórios Virtuais (Ligações Simbólicas)

As funções de manipulação de arquivos, no Protheus, são limitadas ao RootPath ou a arquivos locais. A exemplo da função File() que, segundo o tdn: “Determina se existe arquivo no diretório ou path AdvPL padrão.”(tdn:http://tdn.totvs.com.br/kbm#9722).

File, em seu segundo parâmetro nWhere; “Indica o local onde será realizada a procura do arquivo. Sendo: 0 = O acesso depende do path (Quando for um path relativo a procura será no Application Server; caso seja um path absoluto, a procura será no Smart Client). 1 = A procura será realizada no diretório de instalação do Application Server. 2 = A procura será realizada no diretório de instalação do Smart Client.” (tdn:http://tdn.totvs.com.br/kbm#9722).

Isso nos restringe ao ambiente Protheus. Às vezes precisamos que o Protheus abra arquivos em outras pastas que não as do client e nem as armazenadas no RootPath ou Application Server, para isso, para versões anteriores ao Windows Vista/7/Server 2008 (inclusive), que não disponibilizam Mklink, podemos usar o aplicativo Windows SysInternals :: Junction que cria, segundo a própria definição da Windows SysInternals, “Win2K NTFS symbolic links”. Usando Junction para o “mapeamento/criação” do “symbolic links” ou “Diretório Virtual” podemos “estender” o uso das funções de manipulação de arquivos do Protheus a exemplo: File(), Directory(), dbUseArea(), aDir(), dentre outras referenciadas no tdn como: Manipulação de arquivos, discos e I/O ou Banco de Dados\Funções genéricas.

Caso possua uma aplicação com arquivos suportados pelo Protheus e queira que as funções de manipulação de arquivos os acessem sem necessidade de uma cópia no RootPath; efetue o mapeamento utilizando Junction ou MkLink. Isso serve também para o caso de possuir pasta(s) compartilhada(s) onde armazene documentos comuns e que não são gerenciadas pelo ambiente Protheus.

Normalmente quando efetuo o “Download” do aplicativo Junction o faço na pasta system32 do SO. Seu uso é bem simples. Veja um exemplo:

RootPath do Protheus:

image

Diretório ao qual desejo que o Protheus tenha acesso e manipule dados:

image

Usando Junction para criar o “symbolic link” teríamos:

image

image

e criamos o mapeamento

image

Podemos, agora, ter acesso aos dados a partir da “Ligação Simbólica” e…

image

a partir do Protheus, no exemplo usando o SDU, abrir e manipular as informações no diretório mapeado a partir do RootPath do Protheus

image

Vou usar “symbolic links” na implementação do “Restore Point” ou “Ponto de Restauração” pois, no modelo definido, a restauração só poderá ocorrer em um ambiente diferente do ambiente atual que possui Root/Start(Path) e DBMS exclusivos.

[]s

иαldσ dj

Comentários

  1. Um apelido para este post genial seria:

    ["Visão além do alcance"]

    Parabéns mais uma vez, pela visão além do alcance que você possui, que você nos proporciona e que dá ao Protheus.

    Thunder, thunder, thunder, THUNDEEER CATS!
    http://y2u.be/VBkTIb4NtrA

    ResponderExcluir
  2. Fica a dica ai p vc que veio ler esse post...

    Fiz o junction com a pasta [update] dentro de protheus data,
    para que todos os ambientes tivessem acesso a mesma pasta evitando que arquivos
    de updates sejam duplicados em locais diferentes e dessa forma, mantendo todos os ambientes
    atualizados com as mesmas lib, patchs, etc..

    Tenho a estrutura da seguinte forma:

    [Pastas]
    1. p10
    1.1 AtalhosP10
    1.2 pData
    1.2.1 P10_DataDefault
    1.2.1 P10_DataTestes
    1.2.1 P10_DataClienteX
    1.3 protheus
    1.4 update

    todas as 3 pastas dentro de pData acessam a mesma
    pasta [update] que esta um nível acima delas.

    Duvidas?

    ResponderExcluir
  3. São muitas as possibilidades no uso de Junction e/ou MkLink.

    []s

    иαldσ dj

    ResponderExcluir
  4. Sei que essa postagem é antiga, porém to tentando fazer um MKLINK /D com uma unidade de rede //server2/e$/arquivos. No windows funciona certinho. O problema é que o comando directory() não consegue listar os arquivos. Alguma dica pra essa situação?

    Grato,

    Eliandro.

    ResponderExcluir
  5. Show mestre. Obrigado pela excelente dica!!!

    ResponderExcluir
  6. Bom dia, Naldo
    Vc teria o fontes CFGR510 estou precisando muito dele.
    Caso alguém tenha poderia me enviar.
    andrelscosta@hotmail.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

BlackTDN :: RLeg ~ Desvendando a Função ParamBox

Para quem precisar desenvolver uma interface de entrada de dados, coisa rápida, e não quer ter aquele trabalhão danado que todos já sabemos, o Protheus tem uma função que ajuda muito, é uma interface semelhante a função Pergunte, porém com muito mais opção de objeto de entrada de dados, alias até colocar o scrollbox desta interface com todos os objetos em outra MsDialog ou Wizard é simples. Vejam o exemplo abaixo, boa sorte! Rleg. //---------------------------------------------------------- // Função exemplo utilizando a função ParamBox() //---------------------------------------------------------- User Function xParamBox() Local aRet := {} Local aParamBox := {} Local aCombo := {"Janeiro","Fevereiro","Março","Abril","Maio","Junho","Julho","Agosto","Setembro","Outubro","Novembro","Dezembro"} Local i := 0 Private cCadastro := "xParambox" // ---------------

BlackTDN :: Customizando a interface de Login no Protheus e by You

A publicação “ BlackTDN :: By You e sua nova tela de login ”  de nosso amigo OBona deu o que falar e, em função disso, esse que a muito não vos escreve resolveu criar uma versão onde será possível personalizar, “por completo”, a tela de login no Protheus/by You. Considerando que OBona já havia “mapeado, identificado e customizado” as imagens peguei-as emprestadas para o exemplo que se segue: O primeiro passo para a customização “total” da interface de login do Protheus/by You será implementar o “Ponto de Entrada” ChgPrDir (Diretório de impressão) . Usaremos esse PE juntamente como programa U_FindMsObject.prg (apresentado pela primeira vez em: Protheus :: ADVPL : The Container : Presents Pandora's box ). Diferente do exemplo proposto por OBona, que substitui, durante o processo de compilação, as imagens padrões do sistema (excluindo-as) por imagens customizadas (com o mesmo nome) este novo exemplo mantém, no RPO, as imagens padrões adicionando novas imagens customizadas que serã

Protheus :: Chamando Funções do Menu Diretamente e sem a Necessidade de Login

Ferne$ perguntou: "...é possível abrir alguma rotina do sistema sem solicitar login ao usuário, como por exemplo a rotina MATA010..." Sim Ferne$, é possível sim. Abaixo um Exemplo para a Chamada à função MATA010 sem a necessidade de Login no sistema. #INCLUDE "PROTHEUS.CH" #INCLUDE "TBICONN.CH" /*/ Funcao: MATA010Ex Data: 30/04/2011 Autor: Marinaldo de Jesus Descricao: Executar a Funcao MATA010 diretamente sem a necessidade de LOGIN no Protheus Sintaxe: 1 ) U_MATA010Ex ( Chamada diretamente na Tela de Entrada do Sistema ) ; ou 2 ) totvsclient.exe -q -p=u_MATA010Ex -a=01;01 -c=rnp_local -e=rnp -m -l ( Chamada Via Linha de Comando ) /*/ User Function MATA010Ex( cEmpFil ) Local aEmpFil Local bWindowInit := { || __Execute( "MATA010()" , "xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx" , "MATA010" , "SIGAFAT" , "SIGAFAT", 1 , .T. ) } Local cEmp Local cFil Local cMod Local cModName := "SIGAFAT" DEFA