Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

🚀 Oferecendo Serviços Remotos de Desenvolvedor AdvPL e Mais 🖥️

🚀 Oferecendo Serviços Remotos de Desenvolvedor AdvPL e Mais 🖥️ Olá pessoal, Espero que este post encontre todos vocês bem! É com grande entusiasmo que compartilho que estou expandindo meus serviços como Desenvolvedor AdvPL para novos desafios e colaborações. Com mais de duas décadas de experiência sólida, minha jornada profissional tem sido enriquecedora, com a oportunidade de participar de projetos empolgantes ao longo dos anos. Agora, estou ansioso para trazer minha experiência e habilidades para novas equipes e projetos, trabalhando de forma remota. Minha expertise abrange não apenas AdvPL, mas também outras tecnologias-chave, incluindo JS, SQL, Infraestrutura e Otimização de Processos. Acredito que essa combinação de conhecimentos me permite oferecer soluções abrangentes e eficazes para uma variedade de necessidades de desenvolvimento. Acredito que a tecnologia tem o poder de transformar negócios e impulsionar o sucesso, e estou comprometido em ajudar meus clientes a alcançar seu

BlackTDN :: PowerShell :: Análise de arquivo REP gerado pelo DIMEP para solução de Problemas no SIGAPON

Os REP (Registradores Eletrônicos do Ponto) foram instituídos pela Portaria 1.510 do Ministério do Trabalho e Emprego publicada no DOU em 25/08/2009. Essa Portaria do MTE serviu para regulamentar a utilização do SREP - Sistema de Registro Eletrônico de Ponto bem como para definir os requisitos necessários para o REP.

O SIGAPON, sistema integrante ao ERP da TOTVS utilizado para a captura e processamento de informações provenientes dos Registradores Eletrônicos de Ponto, os REP, não ficou de fora e, para continuar a ser utilizado, como muitos outros sistemas equivalentes, foi adaptado e modificado para atender à essa Regulamentação.

A verdade seja dita: Acho que um dia o SIGAPON funcionou a contento.

Pasmem. Que trabalheira para se conseguir ler, sem problemas, as marcações quando REP está habilitado (acho que alocaram alguém de materiais para implementar as modificações necessárias).

Enfim, tudo parece providencial. A sugestão sobre o tema “PowerShell”. O problema na Leitura das marcações advindas do DIMEP. Enfim. Ao que interessa. Mostrar o quão “Power” o Shell pode ser.

Antes de tudo, um pouco de história: “Cliente já irritado com o sistema de Ponto Eletrônico da TOTVS, mas comumente denominado SIGAPON, entrou em contato com esse que vos escreve alegando que o sistema não estava efetuado a leitura de todas as marcações advindas do sistema DIMEP. Inicialmente desconfiado, pois o SIGAPON utilizado em dezenas, senão centenas ou milhares de empresas pelo Brasil afora deveria, no mínimo, fazer ao que se propõe. Ler e processar as marcações obtidas através da Leitura de um arquivo texto e de acordo com regras pré-definidas. ”

Comecei uma análise “minuciosa” do processo:

Verificar se a(s) marcação(ões) de fato existiam. Fuça o DIMEP aqui, retorce o DIMEP de lá e eis que as marcações são identificadas. OK, DIMEP livre da culpa ;

powershellVamos ao processo de Leitura/Apontamento de Marcações: Muda parâmetro daqui, ajusta parâmetro acolá. Leitura… Nada… Exclui marcações aqui, apontamentos, resultados… Leitura novamente … Nada… Ainda desconfiado, resolvi analisar o arquivo gerado pelo DIMEP, arquivo esse sujeito do processo de Leitura/Apontamento. O que utilizar? Edit? Notepad? Notepad++, Word? Excel? Não. A melhor solução “PowerShell”.

Primeiro, precisaria identificar a forma de obter as informações de PONTO do funcionário em questão. E, considerando que o campo P0_REP (REP) do cadastro de Relógios (SP0) estava preenchido com o número do REP, a forma de identificar as marcações do funcionário seria através do número do PIS. Por ser uma informação de cunho confidencial e particular, alterei, propositadamente, o número do PIS para o exemplo a seguir. Usarei um número de PIS fictício “11111111111”. OK. Já tenho o número do PIS, agora identificar o dia com marcação não lida pelo SIGAPON: Dia 09/01/2011 06:10. O funcionário Não está afastado, não está demitido, Possui Turno e Regras Cadastrados. A Tabela de Horário Padrão está OK (as demais marcações foram lidas).

Ao PowerShell. Primeiro para substituir o PIS verdadeiro pelo fictício. Utilizarei, para isso, as seguintes instruções:

Obtendo o conteúdo do arquivo a ser analisado
$Ezo = Get-Content .\EZO.TXT

image

Listando o conteúdo do arquivo
$Ezo

image

(removi, da imagem, a coluna contendo os números do PIS)

Busca e Substituição de Texto

$find       = "Numero do Pis"
$replace    = "11111111111"
get-childitem .\EZO.TXT | select-string $find -list |% { (get-content $_.Path) |% { $_ -replace $find, $replace } | set-content $_.Path }

image

Pronto. Arquivo preparado para o exemplo. Vamos agora à analise para identificar se a marcação de fato existe no arquivo gerado pelo DIMEP

Obtendo o Novo arquivo
$Ezo = Get-Content .\EZO.TXT

image

Procurando marcações correspondentes ao PIS “1111111111”
$Ezo | where { $_.Contains("11111111111") }

image

image

Restringindo as Marcações a uma Data específica: 09/01/2012
$Ezo | where { $_.Contains("11111111111") -and $_.Contains("09012012") }

image

image

Podemos concluir que, para a Data em questão 09/01/2012 existem marcações para o funcionário cujo PIS é "11111111111". Então por quê o @#&$!@# do SIGAPON não as Lê?

Observem que as marcações estão duplicadas. Mas isso não é impedimento para a Leitura. Ao menos um registro deveria ser importado para o SIGAPON. À Solução: MPSDU (deveria ser parte integrante do SIGAPON nesse momento de glória).

Abra, em modo exclusivo, as Tabelas:

image

Filtre os Registros Cuja Matricula corresponda ao PIS. Delete-os e PACK. Depois, abra as tabelas:

image

e … ZAP nelas.

Efetue, novamente, o processo de Leitura/Apontamento de Marcações. Voilà. Não é que o registro faltante passou a constar nas marcações do funcionário. (pqp)

Com isso demostramos uma das utilidades do PowerShell com aplicação prática no seu dia-a-dia.

Para entender como o PS trabalha com texto e alguns extras leia:

  1. PowerShell.com :: Chapter 13. Text and Regular Expressions;
  2. TechNet :: Reading Text Files :: Windows PowerShell Tip of the Week;
  3. TechNet Blogs :: Hey, Scripting Guy! Blog :: Use PowerShell to Work with CSV Formatted Text;
  4. Windows PowerShell IN ACTION (Bruce Payette)

PS.: Formatando a Saida: Para facilitar a Leitura, podemos formatar a saida como em:

Formatando a Saida para Facilitar a Leitura
$Ezo | where { $_.Contains("11111111111") -and $_.Contains("09012012") } | %{ $_.Substring(0,9) + " " + $_.Substring(9,1) +  " " +  ([datetime]::ParseExact($_.Substring(10,8),”ddmmyyyy”,$null).toshortdatestring()) + " " + $_.Substring(18,4) + " " + $_.Substring(22,1) + " " + $_.Substring(23,11) }

image

ou, para todas as marcações para o PIS “11111111111”

Formatando a Saida para Facilitar a Leitura
$Ezo | where { $_.Contains("11111111111") } | %{ $_.Substring(0,9) + " " + $_.Substring(9,1) +  " " +  ([datetime]::ParseExact($_.Substring(10,8),”ddmmyyyy”,$null).toshortdatestring()) + " " + $_.Substring(18,4) + " " + $_.Substring(22,1) + " " + $_.Substring(23,11) }

image

ou, ainda:

$Ezo | where { $_.Contains("11111111111") -and $_.Contains("09012012") } | %{ $_.Substring(0,9) + " " + $_.Substring(9,1) +  " " +  ([datetime]::ParseExact($_.Substring(10,8),”ddmmyyyy”,$null).toshortdatestring()) + " " + $_.Substring(18,2) + ":" + $_.Substring(20,2) + " " + $_.Substring(22,1) + " " + $_.Substring(23,11) }

image

[]s
иαldσ dj

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BlackTDN :: RLeg ~ Desvendando a Função ParamBox

Para quem precisar desenvolver uma interface de entrada de dados, coisa rápida, e não quer ter aquele trabalhão danado que todos já sabemos, o Protheus tem uma função que ajuda muito, é uma interface semelhante a função Pergunte, porém com muito mais opção de objeto de entrada de dados, alias até colocar o scrollbox desta interface com todos os objetos em outra MsDialog ou Wizard é simples. Vejam o exemplo abaixo, boa sorte! Rleg. //---------------------------------------------------------- // Função exemplo utilizando a função ParamBox() //---------------------------------------------------------- User Function xParamBox() Local aRet := {} Local aParamBox := {} Local aCombo := {"Janeiro","Fevereiro","Março","Abril","Maio","Junho","Julho","Agosto","Setembro","Outubro","Novembro","Dezembro"} Local i := 0 Private cCadastro := "xParambox" // ---------------

BlackTDN :: Customizando a interface de Login no Protheus e by You

A publicação “ BlackTDN :: By You e sua nova tela de login ”  de nosso amigo OBona deu o que falar e, em função disso, esse que a muito não vos escreve resolveu criar uma versão onde será possível personalizar, “por completo”, a tela de login no Protheus/by You. Considerando que OBona já havia “mapeado, identificado e customizado” as imagens peguei-as emprestadas para o exemplo que se segue: O primeiro passo para a customização “total” da interface de login do Protheus/by You será implementar o “Ponto de Entrada” ChgPrDir (Diretório de impressão) . Usaremos esse PE juntamente como programa U_FindMsObject.prg (apresentado pela primeira vez em: Protheus :: ADVPL : The Container : Presents Pandora's box ). Diferente do exemplo proposto por OBona, que substitui, durante o processo de compilação, as imagens padrões do sistema (excluindo-as) por imagens customizadas (com o mesmo nome) este novo exemplo mantém, no RPO, as imagens padrões adicionando novas imagens customizadas que serã

Protheus :: Chamando Funções do Menu Diretamente e sem a Necessidade de Login

Ferne$ perguntou: "...é possível abrir alguma rotina do sistema sem solicitar login ao usuário, como por exemplo a rotina MATA010..." Sim Ferne$, é possível sim. Abaixo um Exemplo para a Chamada à função MATA010 sem a necessidade de Login no sistema. #INCLUDE "PROTHEUS.CH" #INCLUDE "TBICONN.CH" /*/ Funcao: MATA010Ex Data: 30/04/2011 Autor: Marinaldo de Jesus Descricao: Executar a Funcao MATA010 diretamente sem a necessidade de LOGIN no Protheus Sintaxe: 1 ) U_MATA010Ex ( Chamada diretamente na Tela de Entrada do Sistema ) ; ou 2 ) totvsclient.exe -q -p=u_MATA010Ex -a=01;01 -c=rnp_local -e=rnp -m -l ( Chamada Via Linha de Comando ) /*/ User Function MATA010Ex( cEmpFil ) Local aEmpFil Local bWindowInit := { || __Execute( "MATA010()" , "xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx" , "MATA010" , "SIGAFAT" , "SIGAFAT", 1 , .T. ) } Local cEmp Local cFil Local cMod Local cModName := "SIGAFAT" DEFA